Hospital da Mulher é a primeira unidade estadual da América Latina a receber dispositivo tecnológico para histeroscopia

Home » EM DESTAQUE » Hospital da Mulher é a primeira unidade estadual da América Latina a receber dispositivo tecnológico para histeroscopia
Esta postagem foi publicada em 7 de agosto de 2018

O Hospital da Mulher foi o primeiro hospital estadual do Brasil e de toda a América Latina a receber o dispositivo tecnológico resectr, utilizado para a realização de histeroscopia, procedimento minimamente invasivo para a retirada de pólipos (tecidos do útero).

Com a histeroscopia, é possível beneficiar mulheres através de um menor índice de histerectomias (retirada do útero) e menor risco de infecção, além de promover uma recuperação mais rápida, sem que a paciente precise ficar acamada.

“Este dispositivo também beneficia mulheres jovens, que desejam engravidar, mas que muitas vezes têm pólipos e isso pode dificultar a nidação do embrião. Com o dispositivo, eles são removidos sem causar danos para a cavidade”, explica a médica ginecologista e especialista em histeroscopia, Maria Rosa Araújo.

Para o médico ginecologista e coordenador da ginecologia do Hospital da Mulher, José Carlos Monteiro, a oportunidade é motivo de felicidade para toda a equipe do hospital. “É uma grande honra receber um dispositivo como esse e reafirmar, o protagonismo do Hospital da Mulher na saúde feminina do estado”, concluiu Monteiro.