Hospital da Mulher completa 4 anos

Home » EM DESTAQUE » Hospital da Mulher completa 4 anos
Esta postagem foi publicada em 8 de janeiro de 2021

É sabido – não apenas por poetas – que as adversidades fortalecem. Desta forma, o ano de 2020 e de 2021 estão sendo, para a humanidade, períodos de superação de adversidades e, consequentemente, de fortalecimento.

Em meio ao enfrentamento da pandemia de COVID-19, todo o corpo assistencial e administrativo do Hospital da Mulher Maria Luzia Costa dos Santos reuniu forças e vem superando, desde então, os desafios que vieram junto a este momento.
Foram períodos de inovações, de adoção de posturas e rotinas nunca antes utilizadas, mas também foi tempo de reafirmar uma grande certeza: as mais de 700 mil pacientes atendidas durante esses quatro anos, completados agora em 9 de janeiro, são a razão de todo o empenho empregado em cada plantão e atividade no Hospital da Mulher.
Por elas, cada colaborador deixou, diariamente, sua casa e seus familiares para exercer, com o amor, humanização e excelência características do corpo profissional, a sua função: cuidar de pessoas.
“Nesse momento o sentimento mais forte é, sem dúvida, o de gratidão a toda a equipe do Hospital e a todos os profissionais da saúde pelo importante e mais desafiador trabalho desenvolvido por nossa geração no combate à pandemia do COVID-19. Dedicamos assim esse parabéns a todos os colaboradores do Hospital da Mulher e seguiremos mais fortalecidos na busca pela melhoria contínua da Qualidade no Hospital”, assegurou o diretor geral do HM, Marco Antônio Andrade.
Com 163 leitos, sendo 10 de UTI, o Hospital da Mulher é considerado o maior dedicado às doenças específicas do aparelho reprodutor feminino do Brasil, com serviços diferenciados de alta resolução para diagnóstico e tratamento em oncoginecologia, mastologia, cirurgia plástica, planejamento familiar, cabeça e pescoço, cirurgia geral e reprodução humana/endometriose; além de acolher também mulheres que foram expostas à violência sexual através do Serviço AME, onde já foram ofertados mais de 700 acompanhamentos médicos e psicossociais a mulheres e adolescentes a partir de 12 anos. Através do Serviço de Oncologia Clínica, por sua vez, mais de 14 mil mulheres já foram atendidas desde a inauguração do Serviço, em 2018.
Nestes quatro anos de atividades, mulheres de toda a Bahia foram encaminhadas à unidade, que apresenta 62,2% do público do interior e 37,8% da capital, com idade prevalecente de 35 a 54 anos, representando 53,8% do percentual. As especialidades de Ginecologia e sub-especialidades, seguida por Mastologia, aparecem como as mais procuradas.
Entre Marias, Joanas, Jéssicas, Carlas e Josefas, dona Sônia Maria Lopes, de 69 anos, é uma das mais de 32 mil pacientes que passaram por cirurgia e uma das 900 mulheres que são tratadas mensalmente pelo Serviço de Oncologia Clínica. “A criação desse hospital foi uma bêncao para nós mulheres. Fiz cirurgia para a retirada da mama, fiz quimioterapia. Eu só tenho elogios a toda a equipe, ao atendimento, a destreza no serviço. Eu pensava uma coisa do SUS e estou vendo que é totalmente diferente” contou emocionada.
Em 2019, a unidade foi eleita Hospital Amigo da Mulher, através da premiação Dr. Pinotti, concedida pela Câmara dos Deputados a entidades cujos trabalhos ou ações merecem especial destaque pela promoção do acesso e pela qualificação dos serviços de saúde da mulher.
Como ser atendida?
Para ser atendida no Hospital da Mulher, é preciso que a paciente passe por uma avaliação na unidade básica do seu município e, sendo perfil, ela será cadastrada no sistema Lista Única. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 0800 071 4000.