Maioria das brasileiras é diagnosticada com câncer de ovário já avançado

O câncer de ovário é o segundo tumor ginecológico mais comum no Brasil, ficando atrás apenas do cervical. Isso torna ainda mais preocupante o resultado do estudo realizado pelo Observatório de Oncologia, que mostra que 68% das brasileiras atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) são diagnosticadas quando a doença já está em estágio avançado.

A pesquisa se baseou em dados do Departamento de Informática do SUS (Datasus) e do Registro Hospitalar de Câncer (RHC) do Instituto Nacional de Câncer (Inca), entre 2014 e 2019.

Thank you for watching

PUBLICIDADE

O levantamento também revela que 37,3% das mulheres atendidas não possuem registros sobre o estadiamento da doença no momento da detecção – esse termo se refere ao processo que determina a localização e o grau de extensão do tumor no organismo.

O tempo médio entre a primeira consulta com o médico especialista e o diagnóstico foi de 45 dias, sendo que 31,2% das pacientes tiveram a confirmação após um mês.

Além disso, elas levam, em média, 44 dias para iniciar o tratamento após a descoberta. Apesar de o prazo estar abaixo do limite definido pela Lei dos 60 dias, que determina o tempo máximo para começar a terapia, cerca de 19% demoraram mais de dois meses nesse processo.

PUBLICIDADE

Na visão da especialista em saúde pública Ana Beatriz Machado de Almeida, pesquisadora do Observatório, mesmo com os avanços jurídicos, o SUS tem falhado em proporcionar assistência de saúde à toda a população feminina.

“Por mais que a Lei dos 60 dias tenha sido criada há mais de oito anos, ainda existem registros de pacientes que iniciam o tratamento para diversos tipos de câncer após o período estabelecido por lei”, comenta Ana Beatriz.

“Esses dados evidenciam a necessidade de aprimoramento, na prática, de políticas públicas voltadas aos pacientes oncológicos”, completa.

Fale Conosco

Rua Lucaia, Edifício Professor Jorge Novi, nº 337. Sala 501. Bairro Rio Vermelho. Salvador, Bahia.





    Fale Conosco

    R. Francisco Souza, 26 – Roma – Salvador/Ba